FOODLICIOUS - AJITAMA RAMEN BISTRO

Gostam de experimentar coisas diferentes?! Eu não mas fui na mesma... E não me arrependi.

Fomos conhecer o Ajitama, que fica no Saldanha. Um restaurante onde a especialidade é o Ramen e foi-me dito que é o melhor de Lisboa, por isso let's go.

Ponto nº 1 o restaurante é mesmo giro, o teto é super diferente e foi logo aquilo que me chamou à atenção! Tem uma esplanada muito convidativa mas nós ficámos lá dentro. É sempre mais interessante experienciar coisas novas nos sítios que as remetem para isso.

Ramen é uma sopa de origem japonesa, servida numa bowl, que leva como ingredientes principais noodles, ovo, vegetais e o caldo que é feito através de ossos de carne ou peixe. Eu sei, parece estranho mas... Opa, é muito bom! 

Eu amo noodles, por isso, creio que foi mais fácil de gostar de ramen. Existem vários tipos de intensidade de ramen. E a intensidade não se refere ao picante mas sim ao sabor do caldo, ou seja, se a carne/ossos estiveram a marinar mais ou menos horas. Quanto mais horas mais intenso é o sabor. Havia caldos no menu de mais de 24h a marinar (se não estou em erro). 

Ainda nem me tinha sentado e já sabia que queria gyozas vegetarianas para entrada (amo gyozas, bem, basicamente, adoro comer e por isso digo que amo tudo aquilo que gosto). As gyozas levam couve, cenoura, ervilhas, edamame e sementes de sésamo. Preparadas com uma técnica artesanal japonesa que as faz ficar super crocantes mesmo sem serem fritas. As gyozas no molho são mega deliciosas! 

O João pediu Supaishi Ajitama, ele gosta de provar tudo o que é diferente, e estes ovos eram uma especialidade do restaurante. Têm picante, por isso, para mim é um grande não (só por isso, porque eu sou ovodependente). É importante dizer que a particularidade destes ovos é a sua gema quase que crua. 

Para beber foi-nos aconselhado uma sangria de sake de frutos vermelhos e era muito boaaaaaa!

Em relação aos pratos principais, eu como sou iniciante e de difícil paladar foi-me aconselhado o Shio (é de caldo de galinha e, apenas, de intensidade 2). O Shio é uma combinação de caldo de elementos marítimos (dashi) com caldo de galinha, enriquecido com ajitama (ovo), cashu de barriga de porco (apenas dispensava isto, não sou fã de carne de porco mas, ainda assim, estava muito boa e super tenra. Tanto que se come com pauzinhos), negi, cogumelos enoki, cebola frita (amo isto) e ito-togarashi, calibrado com 3 tipos de sal japonês. 

O João é um abusado e escolhe logo coisas super fortes. A senhora aconselhou o Hakata Tonkotsu - intensidade 5 e 3 de picante. É o ramen mais exigente de confecionar. O caldo à base de porco permanece ao lume umas 18h pelo menos, a temperaturas controladas até atingir a densidade perfeita (cremosa e de cor branca). É acompanhado com ajitama, cashu de barriga de porco, negi, cogumelos pretos kikurage e mayu.

Todas as informações acerca dos pratos foram retiradas do menu, pois, nunca na vida me ia lembrar disto tudo para vos descrever.

Foi uma experiência muito boa e já falei deste restaurante a muitas pessoas. Falta apenas vos contar que as duas senhoras que nos serviram foram de uma simpatia extrema. Gosto tanto de ir a um sítio e ser bem tratada na primeira visita que nunca mais me esqueço e quero sempre lá voltar. A primeira impressão é, sempre, a mais importante.

Obrigada Ajitama, estão de parabéns pela comida e pelo staff, que, sem dúvida nenhuma, faz a casa.

Podem ver tudo sobre o Ajitama aqui.

Ps: convém fazer reserva!











































Sem comentários

Publicar um comentário

Professional Blog Designs by pipdig