AZORES TRAVEL DIARY I

Março, 2017

O avião aterrou por volta das 14:30h, por isso, foi buscar a bagagem, buscar um mapa ao posto turístico e levantar o carro que tínhamos alugado (sem carro, esqueçam, nada feito!).

Fomos diretos ao hotel fazer check-in (ficámos hospedados no Azoris Royal Garden – Leisure & Conference Hotel e gostei bastante), deixámos as coisas e seguimos caminho. Apesar de estar cansada, sem maquilhagem e com vontade de me enfiar num jacuzzi, lá fomos! O tempo era curto por isso desperdiça-lo não era opção! 

Optámos, nesta tarde, por ir logo visitar as coisas que iríamos perder mais tempo, como a plantação de ananases, a fábrica de chá e uma fábrica de licores tradicionais.

A plantação de ananases é uma visita super rápida, as estufas são pequenas e nem todas estão abertas para visita. Não se paga entrada e tem uma loja com produtos à venda. Os produtos são todos bastante caros, nós pagámos por uma garrafa de 30ml e um pote de compota 24€. Não se precipitem, pois, este tipo de produtos encontram à venda por toda a ilha e a melhores preços. 

Na plantação conseguimos ver o processo de formação dos famosos ananases dos Açores, desde a sua plantação ao seu recolhimento. Tivemos sorte, pois estava lá um trabalhador e deu-nos um ananás para trazermos à sucapa. Era muito mas muito doce, adorei! 

Seguimos caminho para procurar a Fábrica de Licores - Mulher de Capote. A fábrica por fora é super gira, no entanto lá dentro não se vê processo nenhum, não se pode tirar fotografias e, apenas, temos acesso a uma sala onde se faz a prova de alguns licores e onde têm bebida à venda. O rapaz da fábrica durante a visita explica como se formou a fábrica e a história da mesma e dos seus produtos. Aqui, comprámos algumas garrafas, não fosse o meu homem barman! O licor de arroz doce servido com canela foi o meu preferido (trouxemos 2 garrafas).

Para finalizar a tarde fomos visitar a famosa fábrica de chá Gorreana! Ali sim, vemos a plantação, vemos as maquinarias necessárias para fazer o chá e se visitada no dia certo conseguimos ver como se faz o mesmo. Durante a visita têm chá para dar aos visitantes e à saída têm uma loja a vender. Claro que trouxe chá! Verde e preto, eram uma delícia. 







Sem comentários

Publicar um comentário

Professional Blog Designs by pipdig