AZORES TRAVEL DIARY III

Último dia (inteiro) passado nos Açores e, para mim, o melhor dia. Só choveu a partir das 16h por isso conseguimos aproveitar bastante.

Saímos bem cedo em direção à Lagoa das Sete Cidades e chegando lá... Fiquei sem respiração! A Natureza é, de facto, uma cena brutal. Estava sol, por isso, foi-nos dado o privilégio de vermos as lagoas tal e qual como elas são: uma verde e outra azul. Sem filtros! Claro que, o hotel abandonado foi sítio de passagem.

Estava um frio de rachar lá em cima mas com aquela vista nada disso importava. Depois de umas 2675 fotografias decidimos ir até lá baixo, passando pela Lagoa de Santiago. Lá em baixo, outras tantas 876 fotos e fomos rumo à Lagoa do Canário, esqueçam, o nevoeiro já se tinha apoderado de tudo por isso nada feito. 

Fomos para o carro e procurámos as termas da ferraria. Água clarinha por demais junto às rochas, mas estava frio, o mar estava bravo e as termas naturais fechadas, pois tinha havido uma derrocada há poucos dias. 

Ainda era meio dia e pouco por isso pensámos: é agora ou nunca! E fomos direitos à Associação Agrícola, para almoçar, em Rabo de Peixe. Esperamos cerca de uns 45min por mesa mas valeu cada segundo! Comi o melhor bife em toda a minha vida. Estou a escrever isto e a salivar!

Saindo dali fomos fazer a digestão para o Parque Natural da Ribeira dos Caldeirões. Se há coisas bonitas este sítio é uma delas. Muitas cascatas, árvores, espécies de animais, flores... Mãe Natureza no seu melhor! Paragem obrigatória, confiem.

Percorremos aquilo de uma ponta à outra, estava exausta, eis que: começa a chover! Timing perfeito para ir para o Parque Terra Nostra. Termas de àgua a 39º, chuva torrencial, final de tarde top! Acabámos por conhecer uns 6 açorianos bem porreiros e fomos todos jantar à Quinta dos Açores, um restaurante bastante conhecido, muito barato e com uns crepes "OH MEU DEUS"!

Na manhã seguinte, como o nosso voo era apenas às 17:30h, acordámos bem cedo e os planos eram: visitar tudo aquilo que ficou por ver nos outros dias.

Adivinhem... Sim, estava a chover!!! Quando é que não chove nos Açores?! 

Primeira paragem: centro de Ponta Delgada. Fomos até às portas da cidade, monumento típico. Aproveitamos para dar uma voltinha por ali e comprar alguns souvenirs para trazer. De seguida, fomos até à Lagoa das furnas, aqui situam-se as caldeiras onde se fazem os cozidos debaixo da terra para os restaurantes da zona. A entrada custa apenas 0,50€ e chegámos mesmo na hora certa, pois vimos a retirada do cozido!

Vocês não estão a perceber o cheiro! O cheiro misturado com o calor que aquilo deita... Mas pronto é um sítio super giro onde a natureza, mais uma vez, reina.  

Por volta do meio dia, a chuva deu tréguas e o sol brilhou. Era a nossa oportunidade ouro para irmos para a Lagoa do Fogo. Quando saí do carro não queria acreditar no que estávamos a ver.

Foi o mais bonito que vi nos Açores, super lindo. Não há palavras para descrever aquilo e eu só queria ficar ali durante horas em silêncio e a desfrutar o que os meus olhos viam. Foram 10min de sol e depois voltou novamente a chuva! Acho que foi um presente de despedida.

Como a Caldeira Velha era na descida da Lagoa do Fogo, lá fomos. Pagamos 4€ de entrada mas digo-vos, depois de tudo aquilo que já tinha visto a Caldeira Velha não me surpreendeu. Não tomámos banho aqui, pois o tempo já se tornava curto e a piscina de água quente era demasiado pequena para todas as pessoas que ali estavam. 

Por fim, fomos almoçar ao famoso "Cais 20", restaurante com vista para o mar e com comida top! Pedimos uma espetada de lulas e um polvo à lagareiro e foi só, a melhor coisa da vida. Se forem aos Açores, por favor, comam peixe!

Resumindo tudo isto: Açores?! Um grande SIM. Adorei e fiquei muito surpreendida, pois eu não queria lá ir, não era nada daquilo que tinha em mente e saí de lá completamente encantada. Sou uma pessoa de praia ou cidade mas as paisagens, a natureza, a beleza, as pessoas, a comida, tudo me fez mudar de opinião.















Sem comentários

Publicar um comentário

Professional Blog Designs by pipdig